Verdão faz jogo “amistoso” somente para sócios do Praia Clube

Na preparação para o mineiro módulo I 2018 e Copa do Brasil, foi anunciado pela diretoria do Uberlândia Esporte Clube que na próxima terça-feira (09), às 19 h (horário de Brasília), será realizado uma espécie de amistoso entre o time supostamente considerado titular contra os reservas. Na oportunidade, serão estreados os uniformes oficiais, lançados no final de 2017.

O grande detalhe para o torcedor é que o amistoso será realizado no Praia Clube, onde a entrada é somente permitida para os sócios daquele clube. A intenção da diretoria é estreitar sua relação com o Praia, que como os dois clubes são duas instituições de muito respeito dentro da cidade, porém com um público muito diferente. O Praia dentro de suas normas permite somente acesso de sócios para assistir ao treino, nada mais do que justo, pois é norma.

Ocorre que isto não se restringe ao Uberlândia Esporte Clube, pois isto é um meio usado pelo futebol que se lembra da prole somente quando precisam (não que o UEC seja assim no seu total, porém, no meio do futebol não, o mesmo não foge disso).

Quantas vezes vemos times de futebol colocando preços astronômicos em seus ingressos quando não precisam dos fiéis torcedores de baixa renda e colocam preços exorbitantes impagáveis para o meio que mais torce para o futebol, muito mais de 90% que não tem condições.

Vale lembrar que entre Praia Clube e Uberlândia Esporte Clube existe uma lacuna imensurável. Sei que existem torcedores praianos que torcem pelo Verdão da Mogiana, mas a grande massa, os que vão na geral e na especial, os que sofrem para comprar seu ingresso, estes garanto com toda certeza que não estarão lá, com raras exceções.

Quanto esta relação, ficou clara que é de bom grado para ambos os clubes Uberlandenses, porém o disparate de torcedores do Uberlândia que ficarão com vontade de poder ver este jogo treino será muito grande.

Se concordo com este treino “privado” no Praia? É o que mais escuto. Digo a todos que não concordei, porém, respeito. Só que qualquer time acaso venha a ficar em “desgraça”, a um passo do desatre aí a “prole” será convocada, sem frescuragem com nada, sem restrição de torcida, isto é comum no Brasil.

Sabe o que isso se chama? Manipulação de massa. Quando precisam, eles sabem que a massa estará lá. Usei somente este princípio do Uberlândia estrear seu novo uniforme com uma pequena parte da torcida para explanar este meu pensamento.

Pois é, vão estrear o uniforme para um restrito segmento de pessoas que escolheram ou puderam ser sócios
do Praia Clube. Respeito a decisão do clube, mas não posso concordar.

COMPARTILHAR
Dalena Júnior
Dalena Júnior é natural de Ituiutaba, formado em fisioterapia na cidade de Santos (SP) e uberlandense de coração. Assíduo em estádios de futebol, foi comentarista de programas esportivos locais no interior paulista nos anos 90.

DEIXE SEU COMENTÁRIO