Praia Clube vence e continua na liderança da Superliga

O Dentil/Praia Clube jogou nesta sexta-feira, em casa, pela nona rodada da Superliga Feminina de Vôlei contra a equipe do Vôlei Nestlé/Osasco e venceu por 3 sets a 1, parciais de 25×17, 28×26, 20×25 e 25×16. Com este resultado a equipe mineira continua invicta, com nona vitórias em nove jogos e lidera a competição com 27 sets ganhos e apenas 1 perdido.

Com a torcida fazendo a diferença para as donas da casas e seu primeiro desafio frente a uma das melhores equipes desta Superliga o Praia venceu seu nono jogo, só que desta vez perdendo sua invencibilidade em sets. Com Tandara sendo peça chave da equipe paulista e muito visada pela torcida o público pode acompanhar uma ótima partida de voleibol.

 

O jogo:

Logo no início do jogo já dava para termos a noção de que iriamos ter um jogão. Nos primeiros pontos o equilíbrio tomava conta e a alternância no placar deu a tônica da partida. Mesmo errando muitos saques o praia atacava bem e controlava o jogo. Já o Osasco disposto a estragar a festa da torcida jogava no erro das donas da casa. Em 11 a 8 técnico Luizomar se viu obrigado a pedir tempo e tentar ajustar sua equipe, que vinha sofrendo com os bons ataques de Fê Garay. Mesmo com a parada o ímpeto e a fome de ganhar do Praia continuava e a dificuldade de colocar a bola no chão do Osasco era evidente, já que não tinha bola perdida para as donas da casa. Com o placar em 17 a 11 Luizomar pediu novo tempo a fim de dar uma esfriada no jogo, já que seu tinha vinha tomando uma aula de voleibol. A parada surtiu efeito e após três pontos seguidos do Osasco (17 a 14), onde Tandara estava sacando, foi a vez de Paulo Coco pedir tempo e conversar com as jogadoras. Em lindo rally proporcionado a torcida, Fê Garay fez 21 a 17 e deu inicio à arrancada final para fechar o set em 25 a 17.

 

A segunda etapa da partida começou um pouco diferente da primeira, com o Osasco mais equilibrado Tandara começou a receber mais bolas e a equipe paulista tomou frente na pontuação. Pelos lados do Praia os erros começaram a aparecer e a equipe sentiu dificuldades. Com 11 a 7 para o Osasco, Coco pediu tempo para esfriar as adversarias e deu certo, o Praia se recuperou no placar e diminuiu a desvantagem. Em 13 a 12 Osasco foi a vez de Luizomar parar o jogo e organizar a casa, já que o Praia, até então frio no set, resolveu colocar a bola no chão, trazer novamente a torcida para o jogo, e engrossar para suas comandadas. Com a alternância de pontos e bem postadas em quadra o set se encaminhava para seu final, ainda sem definição de quem se sairia vencedor, entretanto após Tandara errar seu saque e com o placar em 24 a 23, Luizomar resolver pedir seu segundo tempo e montar a estratégia de ataque. A troca de pontos continuou até 26 a 26, porém, com muito incentivo da torcida o Praia conseguiu a vitória pelas mãos de Fawcett, 28 a 26.

 

Equilíbrio foi a tônica no início do terceiro set. Com alternância dos pontos entre as equipes, os erros do Praia chamaram a atenção, já que o Osasco não fazia nada de espetacular para ficar tão parelho na pontuação. Com os ajustes feitos por Coco à beira de quadra, a equipe melhorou seu jogo e passou a não errar mais quanto no início do set. Após isso e com quatro pontos seguidos o Praia tomou frente no placar e obrigou o técnico Luizomar a pedir tempo e interromper o recente bom jogo das praianas quando o jogo estava 11 a 9. A parada deu certo e o Osasco voltou com tudo e virando o jogo em 15 a 11. A melhora das visitantes fez Paulo Coco mexer no time, tirando Claudinha e colocando Ananda. A troca funcionou e com Fê Garay no saque encostou novamente, 14 a 15. A reação continuou e o Praia conseguiu o empate em 18 a 18. O Praia deixou-se esmorecer e permitiu novo distanciamento do Osasco, onde, com 22 a 19 fez com que Coco pedisse tempo novamente para instruir a equipe. Não deu muito certo e a equipe perdia aqui seu primeiro set na Superliga, 25 a 20.

 

O Praia Clube voltou para o quarto set disposto a não dar sopa para o azar e bem no placar abriu 5 a 2, fazendo o técnico Luizomar pedir tempo. Pouco adiantou e o Praia continuou com seu bom ritmo, lembrando muito o ótimo primeiro set da equipe. Com intensidade no ataque e no bloqueio a equipe abriu 13 a 6 fazendo novamente o técnico da equipe paulista pedir tempo e orientar seu time. Após o tempo as equipes trocaram pontos e com vantagem, coube às donas da casa manterem o placar; com 17 a 10 Paulo Coco pediu tempo e deu uma pausa na partida. Mais uma vez a alternância nos pontos prevaleceu e no final, com um erro de Carol o Praia fechou o set em 25 a 16.

 

Troféu Viva Vôlei:

Fê Garay // Foto: Divulgação Praia Clube

 

 

 

 

 

 

 

 

O próximo compromisso do Dentil/Praia Clube será no dia 01/12/2017 (sexta-feira) às 21:00 onde viajará até Rio de Janeiro para enfrentar o Sesc-RJ (atual campeão da Superliga Feminina) do técnico Bernardinho, em jogo válido pela décima rodada. Já o Vôlei Nestlé/Osasco visitará o lanterna da competição, Sesi-SP, no Ginásio Sesi Santo André, na cidade de Santo André/SP no dia 31/11/2017 às 18:00. Ambas partidas serão transmitidas para todo Brasil pelo SPORTV.

 

Resultados:

Fluminense F.C. 1 x 3 São Cristóvão Saúde/São Caetano

Sesi-SP  x  E.C. Pinheiros

Dentil/Praia Clube  x  Vôlei Nestlé/Osasco

Vôlei Bauru  x  Hinode Barueri

Camponesa/Minas  x  Sesc RJ

BRB/Brasília Vôlei  x  Renata Valinhos/Country

 

Próximos jogos:

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Pedro Henrique Braz

DEIXE SEU COMENTÁRIO