Verdão está ficando mais velho

Uma história que traz como pano de fundo brigas políticas ferrenhas entre coronéis daquela época – primeiras décadas do século passado. A Uberlândia de hoje em nada lembra aquele período, mas a história do Verdão se mistura com a da própria cidade, até porque os jogos do “Furacão Verde da Mogiana” – uma alusão à estação ferroviária, localizada nas proximidades onde atualmente está a praça Sérgio Pacheco e aos trens da Companhia Mogiana, que cortavam boa parte da região central – tiveram como palco o velho Estádio Juca Ribeiro, construído na Vila Operária próxima à região central.

Neste contexto histórico estão incluídas glórias inesquecíveis como o título de campeão da Copa CBF – Campeonato Brasileiro – Série B de 1984 – e tristezas como os quatro rebaixamentos, a partir de 1997, para a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. O clube foi fundado oficialmente no dia 2 de novembro, mas, com o passar dos anos, o aniversário passou a ser comemorado no dia 1º para fugir do Dia de Finados e, consequentemente, das brincadeiras dos adversários.

Em 1922, o clube surgiu com o nome de São Pedro de Uberabinha e era comandado por dois grupos políticos rivais: Partido Republicano Municipal (Cocão) e Partido Republicano Mineiro (Coiós). Depois de muitas brigas com os partidários do Cocão pela disputa de quem iria tocar com sua banda de música (tradição naquele tempo) durante partida realizada no campo da Associação Esportiva Uberabinha, os membros do partido dos Coiós fundaram o Uberabinha Sport Club.

Agenor Bino e Gil Alves dos Santos reuniram-se com os demais membros do Partido Republicano Mineiro na Vila Operária e fundaram o novo clube com as cores que predominam até hoje, o verde e branco. Gil Alves, empresário e político respeitado, cedeu o terreno para a construção do Estádio Juca Ribeiro, onde hoje se encontra um hipermercado.

Com o intuito de apaziguar o clima de guerra entre os partidos, os representantes dos Coiós convidaram Tito Teixeira, pertencente ao grupo rival, para ser o primeiro presidente do clube, mas Tito nem sequer assumiu o clube. No dia 12 de junho de 1923, fez-se outra assembleia que elegeu como presidente o coronel Agenor Pereira da Silva Bino. Anos mais tarde, 1938, o clube passou a se chamar Uberlândia Esporte Clube – nove anos após o município passar a se chamar Uberlândia (1929).

Registros

No dia 4 de agosto de 1918, o jornal “A Notícia” registrou a criação de um time em Uberlândia chamado Uberabinha Sport Club, time formado pelos melhores atletas dos abolidos clubes “Spartano” e “Rio Branco”. No mesmo dia, a equipe teria feito sua primeira partida contra a equipe campeã de Uberaba, Palestra Itália. O time que entrou em campo foi composto pelos jogadores: Fefé, Mulato e Schwindt; Vicente, Eurico e Américo; Mário, Meireles, Tonico, Manoel e Mormano.

Títulos e melhores campanhas do UEC

Campeão Mineiro da Segunda Divisão 1963
Campeão do Torneio Início 1983
Campeão Brasileiro da Segunda Divisão (Taça CBF) 1984
Campeão Mineiro do Interior 1970 e 1987
Campeão Mineiro Segunda Divisão (Módulo II) 1999
Campeão da Taça Minas Gerais 2003
Campeão Mineiro Módulo II 2015
Vice-campeão Mineiro Módulo II 2005
Vice-campeão Mineiro Módulo II 2008
Vice-campeão Copa João Havelange (Série C do Brasileiro) 2000
Vice-campeão da Taça Minas Gerais 1981
Vice-campeão da Taça Minas Gerais 2010

4 de agosto 1918
Primeiros registros do clube

1 de novembro de 1922
Fundação oficial como São Pedro do Uberabinha

12 de junho de 1923
Clube passa a se chamar Uberabinha Sport Clube

1938
Time passa a se chamar Uberlândia Esporte Clube

DEIXE SEU COMENTÁRIO