Novo campeonato, velha polêmica

A polêmica do número de jogadores inscritos para o paulistão deste ano tem novo capítulo. A alteração para 2018 pode contrariar conservadores e renovadores. Por parte dos opositores, entendam que o número se reduziu ainda mais. Para a maior parte dos dirigentes de equipes menores, teria ocorrido uma democratização, no quesito estrutura numérica de elenco. Mas houve reclamação, quanto ao regulamento de 2017.

O Conselho Técnico em outubro homologará que 25 (não mais 28) inscritos será o número limite. A diferença é que não haverá impedimento, quanto ao número de jogadores promovidos das categorias de base. São eles, com até 21 anos, partindo dos 16, tendo disputado ao menos um torneio oficial da F. P. F.. Copiam-se nos dois casos os modelos europeus. Novas perspectivas já são antevistas para 2019.  Os “grandes” entendem que agora será mais fácil decidir sobre o maior aproveitamento de jovens talentos e a utilização de jogadores consolidados.

Mas, de qualquer forma houve a diminuição. A tendência é o aproveitamento imediato dos atletas potenciais da Copa São Paulo de Juniores, já no Paulistão. Exemplo: o Campeão Corinthians da”Copinha” e do estadual. Elevou aos profissionais três atletas do maior torneio sub-20 do país, mas que não foram aproveitados. A Federação se justifica apontando a Espanha a Champeons League com seus bem sucedidos torneios.

COMPARTILHAR
Paulo César Borges
Paulo Cesar Borges é jornalista graduado em Uberlândia, tendo atuado por 24 anos em emissoras de rádio, tv e em um jornal da região. Realizou coberturas jornalísticas em três países. Sua atuação anterior foi o retorno à rádio Educadora, por onde atuou nos anos 1990. Foi exatamente em 1990 que iniciou em 04 de janeiro sua trajetória na imprensa através do rádio. Passou várias vezes pelo prefixo 580 Khz (hoje Rádio América) e por nove anos defendeu as cores da Rádio Cultura AM.

DEIXE SEU COMENTÁRIO