Para Enfrentar a Crise II

O Basquetebol brasileiro tenta se reerguer, mas o calendário não espera. O presidente da Confederação Brasileira de Basquete Guy Peixoto encara uma dívida que teria chegado a R$ 20 milhões. A CBB enfrentou sérias questões políticas principalmente a partir do ano pré-olímpico: Punição da FIBA (Confederação Internacional de Basquetebol), perda do principal patrocínio, o de um dos maiores bancos do país e suspensão de verba do COB (Comitê Olímpico Brasileiro). O ex-pivô Marquinhos e o ex-técnico Antônio C. Abdalla trabalham em uma comissão provisória para a formação de um departamento técnico. Mas sem verba, tanto a seleção feminina quanto a masculina se complicam em termos de definição de treinadores duradouros. Carlos Lima desde o mês passado responde pelo time das mulheres (Vide esta coluna em 23/07). No final do mês o Brasil disputa a Copa América. César Guidetti,do Surpreendente Pinheiros é a aposta para o time masculino e os trabalhos mal começaram. Sua marca é descobrir e desenvolver jovens atletas.

 O grupo escolhido por Guidetti  tem os armadores Davi Rossetto (Basquete Cearense); Alexey Thiago (Franca); Fúlvio Chiantia (Vasco da Gama); Arthur Pecos (Flamengo); George Lucas (Houston Rockets-EUA). Os alas são: Deryk Evandro (Brasília); Jimmy Dreher (Mogi das Cruzes); Danilo Fuzaro (Minas); Leo Mendl (Franca). Para as alas, treinam Lucas Dias (Paulistano); Arthur Stela (Caxias do Sul); Antonio Júnior (Franca); Gemerson Barbosa (Pinheiros); Bruno Cabloco (Toronto Raptors/ Canadá). Finalmente, os pivôs são Renan Lenz (Bauru); Lucas Mariano (Brasília); Rafael Sousa (Franca); Wesley Sena (Mogi das Cruzes); João Paulo (Flamengo); Rafael Hettsheimeir (Atenas Córdoba – Argentina). Apesar da renovação, trata-se de um time forte, com atletas da NBA (Liga Americana) e da Argentina.

A FIBA das Américas organizará a competição em Três países: Colômbia, Argentina e Uruguai. A tabela prevê pelo grupo “A” o Brasil jogando em Medellín contra os anfitriões (25/08). Dia 26 o adversário será o México. O último jogo na primeira fase é no dia seguinte diante de Porto Rico, talvez o principal adversário. Como na coluna que destacou a Copa América Feminina, nossas seleções precisariam erguer troféus “para enfrentarem a crise”. No caso delas, a fase inicial foi dramática.

COMPARTILHAR
Paulo César Borges
Paulo Cesar Borges é jornalista graduado em Uberlândia, tendo atuado por 24 anos em emissoras de rádio, tv e em um jornal da região. Realizou coberturas jornalísticas em três países. Sua atuação anterior foi o retorno à rádio Educadora, por onde atuou nos anos 1990. Foi exatamente em 1990 que iniciou em 04 de janeiro sua trajetória na imprensa através do rádio. Passou várias vezes pelo prefixo 580 Khz (hoje Rádio América) e por nove anos defendeu as cores da Rádio Cultura AM.

DEIXE SEU COMENTÁRIO