O “rei da zica” deve continuar na F1 em 2018

A “zica” parece não abandonar Felipe Massa. Com uma corrida que, devido ao seu talento e situações totalmente imprevisíveis, o piloto tupiniquim faria os brasileiros ouvir, depois de muitos anos, o Tema da Vitória na F1. Mas ao seu lado a “zica” estava, e fez o seu infeliz trabalho tirando o Felipe da prova.

Quantas vezes o “acharam” no meio do caminho, principalmente logo após as largadas?  O coração dos brasileiros já está acostumado à inacreditável falta de sorte do filho do Luiz Antônio Massa. Tudo isso sem falar na peça que resolve se soltar do carro do compatriota Rubens Barriquello e vai de encontro à cabeça de Massa.

Vale lembrar que Felipe estava campeão do mundo em 2008 até a metade da última volta da última prova, quando uma ultrapassagem de Vettel e Hamilton sobre Timo Glock, que caiu de quarto para sexto lugar na prova, tirou o título do brasileiro.

Foi, também, em 2008 que a Ferrari cometeu 4 erros primários, todos com Felipe, incluindo a sinal verde no painel do carro onde resultou em uma bizarrice que marcou o automobilismo: A mangueira de combustível foi arrancada durante o abastecimento e, com isso, o “rei da zica” deixou de vencer mais uma prova naquele ano em que perdeu o título por um ponto.

Após passar mal e abandonar o Grande Prêmio da Hungria, muitos já começavam a imaginar a possibilidade do brasileiro se aposentar (pela segunda vez).  Porém, após uma declaração de Felipe “Não vejo motivos para não ficar na F1 em 2018”, Paddy Lowe, o diretor técnico da Williams, rasgou 1 km de seda fina para o piloto brasileiro: “Felipe é feito do mesmo material dos campeões mundiais. Vimos isso desde aquela temporada em que ele quase foi campeão”, e completou “ele claramente é muito talentoso. É um prazer ver como ele trabalha. É um cara estável e confiável para termos do outro lado da garagem, e se dermos a Felipe o carro certo, ele pode ir lá e fazer o trabalho”.

Ao que tudo indica, 2018 o Brasil continua sendo representado na principal categoria do automobilismos mundial.

COMPARTILHAR
Pácis Junior
Pácis Júnior é cineasta, diretor da série humorística Piadorama, e documentárista. Foi diretor do programa Resenha, do Futebol Uberlândia, e hoje é coordenador da Manchete Esportiva.

DEIXE SEU COMENTÁRIO