A violência das torcidas nunca terá fim

Na tarde noite deste sábado (9) o torcedor brasileiro teve o desprazer de acompanhar mais dois episódios de violência em estádios  pelo país.

Rio Grande do Sul

Após a partida em que o Inter empatou de forma suada com o Criciúma pelo placar de 1 a 1, com o Inter empatando o jogo já no final da partida, a torcida colorada promoveu um quebra-quebra geral no Beira Rio. Fato que já havia ocorrido na rodada anterior, quando o Inter perdeu em casa para a fraquíssima equipe do BOA pelo placar de 1 a 0.

Rio de Janeiro

A noite de sábado ainda reservaria mais um episódio lamentável, desta vez na partida entre Vasco e Flamengo em São Januário. Revoltada com a derroto Vascaína para o arqui-rival Flamengo, os torcedores do Vasco tentaram invadir o gramado, entraram em confronto com a policia e depredaram vários setores do estádio. A policia militar confirmou que um torcedor deu entrada em óbito no Souza Aguiar, e outros três com ferimentos graves.

Onde isto vai parar?

Acredito que seja um caminho praticamente sem volta, da forma como tratamos a situação a coisa jamais será erradicada, pois no Brasil ao invés de resolver o problema, achamos melhor punir tirando mandos de campo ou colocando a maldita torcida única.

A coisa só dará certo no dia em que pegar esses marginais e colocarem todos atrás das grades, punições diretas a todos que causam confusão. Caso contrario a tendência é que a cada rodada o publico venha a diminuir. Ou você levaria seu filho ao estádio sabendo que pode entrar para a estatística de vitimas destes bandos?

bannerdentropost
COMPARTILHAR
Welison Silva
Welison Silva é empresário de profissão e jornalista amador por paixão, foi blogueiro no Globo Esporte e criador do programa resenha do site Canal UEC e logo após Futebol Uberlândia. Apaixonado por futebol e principalmente pelo Uberlândia Esporte Clube, vive dando seus pitacos em relação ao esporte bretão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO