UEC perde em Nova Lima e vê G-4 se distanciar

A primeira fase do Campeonato Mineiro está caminhando pro fim, e é exatamente nesta hora que o Verdão precisa mostrar a sua força. Mas os últimos resultados estão deixando a torcida alviverde muito preocupada.

A sétima rodada começou no sábado, com a vitória maiúscula da Caldense em Tombos pra cima da Tombense por 2 a 1. A mesma equipe da Tombense que veio a Uberlândia e bateu o verdão por 2 a 1 sofre seu primeiro revés em casa. A Veterana, que começou o campeonato de maneira bem irregular, agora já é a terceira colocada no certame.

No domingo, América e Cruzeiro fizeram o clássico belo-horizontino na capital mineira. Vitória do Cruzeiro por 1 a 0, num jogo muito mais disputado do que com um bom nível técnico. Bom para a Raposa, que continua na saga de ficar na cola do Atlético. E mesmo com a derrota, o América foi beneficiado com os resultados da rodada e permanece no G-4.

A URT tropeçou em casa, ao apenas empatar com o América, de Teófilo Otoni, em 1 a 1, na cidade de Patos de Minas. Caso a equipe patense vencesse, o time do Alto Paranaíba estaria no G-4 do Campeonato Mineiro com certeza. A equipe de Teófilo Otoni ainda continua sem vencer no certame, e vê o retorno ao Módulo Dois em 2018 se aproximar.

E o UEC? Como explicar outro tropeço? Pois é, com um time envolvido em Nova Lima, a derrota para o Villa Nova por 2 a 0 no estádio Castor Cifuentes mostra que, em primeiro lugar a equipe não está com o ímpeto ofensivo tão apurado para que, mesmo fora de seus domínios pudesse cogitar um resultado melhor. Mesmo com a vitória em Muriaé frente ao Tricordiano, o Verdão ainda não mostrou um rendimento satisfatório para até mesmo mostrar uma posição de equipe que quer lutar por uma vaga às semifinais e também a tão sonhada vaga à Série D.

Na noite desta segunda-feira, duas partidas fecharam a rodada. Em Governador Valadares, Democrata e Tricordiano não saíram do 0 a 0. Pior para a Pantera, que ao lado do América de Teófilo Otoni permanece no Z-2. Já para o Tricordiano, o empate no Vale do Rio Doce coloca o sinal mais aceso, pois a equipe está rondando a zona de rebaixamento.

E no confronto dos galos, o de Belo Horizonte não tomou conhecimento em nenhum momento do de Juiz de Fora ao vencer por 4 a 0 no Estádio Independência. O Atlético teve, desde o primeiro minuto um amplo domínio sobre o Tupi, e a construção do resultado se deu de forma muito tranquila, credenciando o time à manutenção dos 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro.

Precisamos que o torcedor do UEC continue acreditando que com a força de todo mundo ao término das onze rodadas a equipe alcance os objetivos então traçados. E no próximo domingo, às 16h, contra a Caldense, o Parque do Sabiá tem que receber um público envolvente, pois nessas últimas quatro rodadas a palavra erro não pode existir no vocabulário da equipe.

COMPARTILHAR
Gustavo Miranda
Gustavo Miranda é radialista de profissão, tendo no rádio em Sete Lagoas e em Belo Horizonte há mais de dez anos na Eldorado e na Inconfidência respectivamente. Também apaixonado pelo futebol, é presidente do Conselho Deliberativo do Democrata Futebol Clube no triênio 2017/2019, viaja por todo o estado reencontrando amigos e assiste a grandes jogos no interior.

DEIXE SEU COMENTÁRIO