Visita de Castellar Neto a Uberlândia: respostas e dúvidas

A passagem do presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), o advogado e jurista Castellar Magalhães Neto, pela cidade de Uberlândia foi marcada por momentos diversos. Convidado pelo presidente da Liga Uberlandense de Futebol, Renato Batista, o mandatário do futebol mineiro esclareceu algumas situações que pairavam como dúvidas na cabeça do torcedor de Uberlândia, mas também acendeu outras questões.

Antes da cerimônia que marcou a final que sagrou o Floresta como pentacampeão do futebol amador da cidade neste domingo (4), Castellar concedeu entrevista ao repórter José Elias de Oliveira, da rádio Cultura AM. Na conversa, o presidente falou sobre a estreia do Uberlândia no Módulo I de 2017, a presença do CAP Uberlândia no Módulo II e a polêmica não-adoção do Estatuto do Torcedor.

Este último ponto foi o estopim para que Castellar fosse vaiado ostensivamente na cerimônia pré-jogo pela torcida presente no estádio Airton Borges da Silva. Veja abaixo o momento em que Renato Batista anuncia o nome do mandatário, que posteriormente é vaiado, no sistema de alto-falantes do centro esportivo:

ONDE SERÁ A ESTREIA?

Sobre a estreia do Uberlândia no Módulo I, dia 29 de janeiro contra o Tricordiano, Castellar Neto indicou que o time de Três Corações deverá mandar o jogo de estreia de ambas as equipes na cidade de Pouso Alegre, que fica a 115km da cidade onde nasceu o Rei Pelé. Isso porque o Galo foi punido com a perda de dois mandos de campo por conta da invasão de campo no jogo contra o Tupi, no Campeonato Mineiro deste ano, em jogo disputado no estádio Elias Arbex na penúltima rodada.

“Conversamos nesta semana com a diretoria do clube, e tudo indica que o jogo deve ocorrer em Pouso Alegre. Entretanto, o alvará de liberação do Corpo de Bombeiros ainda não foi providenciado, e o Tricordiano terá até a segunda semana de janeiro para resolver a situação” – afirmou o cartola, dando a entender que a partida deve acontecer no estádio Irmão Gino Maria Rossi, o Manduzão.

CAP VAI JOGAR?

No que concerne à nebulosa participação do CAP Uberlândia no Módulo II, Castellar se mostrou otimista após se reunir durante a semana com o deputado estadual Leonídio Bouças, parceiro político direto do presidente do clube, Ronaldo Alves. “Encontrei essa semana o deputado, e tudo indica que o presidente Ronaldo estará no conselho técnico da próxima terça (dia 6). Tudo está se encaminhando para que a equipe dispute o Módulo II, já que eles sabem da importância da competição e, como eles tem a vaga assegurada, temos confiança de que o time estará em campo no ano que vem” – assinalou o dirigente.

ESTATUTO DO TORCEDOR

Quanto à polêmica situação envolvendo a adesão ao Estatuto do Torcedor, que entre outros aspectos tiraria dos clubes mandantes a obrigação de arcar com as despesas da equipe de arbitragem nos jogos, Castellar tentou contornar a situação. “Em 2017 os clubes continuarão arcando com essas despesas, pois confiamos que as equipes darão sem nenhum tipo de problema esse incentivo aos nossos competentes árbitros” – concluiu.

Guto Braga agracia Castellar com homenagem da LUF: estaria o presidente afastado de volta ao comando do UEC? (Foto: Pácis Junior)
Guto Braga agracia Castellar com homenagem da LUF: estaria o presidente afastado de volta ao comando do UEC? (Foto: Pácis Junior)

Outra situação que gerou dúvidas no ar foi a presença do presidente licenciado do Uberlândia, Guto Braga, no Airton Borges. Em todos os momentos em que esteve presente, Castellar era seguido de perto por Braga e pelo atual mandatário do clube, o primeiro vice-presidente da equipe João Gilberto. Fica a dúvida para a torcida: teria Guto voltado ao comando executivo da equipe ou apenas quis fazer as honras da casa ao presidente da FMF?

Um dos poucos que conseguiu conversar com Castellar Neto foi o colunista do site Esporte Uberlândia e também parceiro do Manchete Esportiva, Joaquim Ambrósio. Após a final do Amador, o repórter Pácis Junior conversou com Ambrósio para saber o que foi discutido de modo reservado com Castellar.

Ouça a entrevista de Joaquim Ambrósio para o repórter Pácis Junior

 

COMPARTILHAR
Victor Albergaria
VICTOR ALBERGARIA tem 22 anos e é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia. Trabalhou por quatro anos em diversas rádios no dial e online da cidade, dentre elas a Universitária FM e a Cultura AM. É produtor de vídeos, narrador e repórter esportivo, além de ter sido colunista do site UBER Notícias em 2016.

DEIXE SEU COMENTÁRIO