O que eles têm que nós não temos

Assim na lata, de prima e sem medo de ser feliz eu respondo… Um bom time de Futebol!

É comum, quando em viagem, ser questionado por grande maioria das pessoas que converso sobre futebol o porquê da cidade de Uberlândia não tem um time a sua altura? Esta pergunta é extremamente difícil de responder, quando analisadas todas as questões politicas, econômicas, geográficas, analíticas, matemáticas, etc.

Tomemos como exemplo outro time verde, também do interior, cujo nome também é ligado ao nome da sua cidade e que também tem o apelido de Furacão. Coincidência ou não, elas param por ai. Nós, aqui pelos lados de cá, sofremos na constante “gangorra” da divisão de baixo com a de cima, e olha que na de baixo, experimentamos por muito tempo esse sabor amargo de não disputar o principal campeonato dentro do seu estado, e ainda saboreamos o sabor da incompetência de disputar campeonatos de nível Nacional.

Já o “primo rico”, lá de Santa Catarina, disputa títulos dentro do seu estado, está na Elite do Futebol Nacional e já começa a despontar no cenário internacional, às vésperas de um confronto que pode lhe levar a disputa de um título Sul Americano.

O que eles têm que nós não temos? Competência é uma delas!

Em 2008 a Chapecoense, assim com nosso Verdão, não disputava nenhuma competição nacional, mas buscou se organizar e se estruturar, em um modelo de gestão que também foi utilizado baseado em outra equipe do estado, o Figueirense. Este trabalho rendeu frutos, e hoje a Chapecoense, figura entre os melhores times sul americanos da temporada. Em 2015 a seu modelo de gestão foi apresentada ao mundo como um exemplo de sucesso!

Dá uma “inveja” ler isso dos caras não dá não? Pois é… Se eles podem, porque nós também não podemos? Não é preciso muito pra ter um time a altura da cidade, o que precisa é ter dirigentes à altura de um time.

Esta semana, o “mais querido e forte” completou 94 anos, e seria fantástico podermos projetar seis anos de trabalho sério e competente, e quem sabe com o centenário do Verde, tenhamos alegrias e soluções de sucesso assim como nosso “primo rico” do sul do País. “Para a Glória com os Louros da Vitória…” Que a Força esteja com o Verdão. Grande Abraço e que Deus nos abençoe! Somos Todos Menos Alguns… Siga @LeoEnderson no Twitter e também no Instagram.

leoenderson@mancheteesportiva.com.br

COMPARTILHAR
Leo Enderson
Leo Enderson tem 39 anos e é formado em Administração e Logística pela Universidade Anhanguera. Foi repórter e apresentador da Rádio América e Globo Cultura de Uberlândia. Amante de cervejas artesanais, rock'n'roll e futebol. Aprendiz de chef de cozinha e árbitro de futebol, formado pela LUF/FMF. E-mail: leoenderson@mancheteesportiva.com.br

DEIXE SEU COMENTÁRIO