Musculação para Idosos

Quem foi que disse que musculação é assunto para os mais jovens que estão preocupados em modelar o corpo? Os benefícios desses exercícios vão muito além de questões relacionadas à estética. Afinal, quando praticados na terceira idade melhoram a qualidade de vida e ainda ameniza as perdas funcionais no decorrer do processo de envelhecimento.

Diante disso, atenua a perda de força e potência, a perda de massa muscular e massa óssea. Outras vantagens da musculação praticada por indivíduos mais velhos é que ela aumenta a agilidade para realizar tarefas no cotidiano, melhora a flexibilidade do corpo, evitando o acometimento de lesões, reduz os riscos de doenças cardiovasculares e problemas respiratórios.

Além disso, como no decorrer dos anos sofremos uma perda de massa muscular e, consequentemente, ocorre um aumento do acúmulo de gordura corporal. Essa ação ocorre porque a perda de tecido muscular faz com que a taxa metabólica caia, resultando em um uso menor de energia empregada pelo corpo e mais calorias armazenadas como gordura. Dessa forma, a prática de musculação ajuda a repor a massa muscular perdida.

Cuidados necessários antes de iniciar a prática:

Se você pretende dar início à prática de qualquer atividade física, primeiramente deve realizar uma avaliação médica para que ele avalie o seu condicionamento físico e identifique as suas limitações. O acompanhamento de um profissional de educação física também é necessário para quem deseja evitar indesejáveis dores nas costas ou em outras musculaturas e prevenir complicações na saúde em decorrência do esforço exagerado. Portanto, o cronograma de treinos deve ser preparado de acordo com as suas limitações.

Reais benefícios da musculação na terceira idade:

– Aumenta a força e a flexibilidade, o que reduz a vulnerabilidade do idoso a quedas;

– Aumenta a densidade óssea, o que ajuda a evitar o acometimento de osteoporose, uma doença caracterizada pela baixa fabricação de material ósseo novo suficiente, o que acaba deixando os ossos frágeis e mais suscetíveis às fraturas;

– Diminui dores articulares que afetam locais como coluna, ombros e joelhos;

– Melhora a postura corporal;

– Reduz os sintomas de doenças crônicas, bem como de sintomas de depressão, doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e distúrbios do sono porque eleva os níveis de serotonina no corpo;

– Melhora a autoestima e aumenta a autoconfiança no dia a dia.

COMPARTILHAR
Xandão Andrade
Xandão Andrade é professor de Educação Física, formado pela UNIP (Universidade Paulista), Empresário na Área Fitness e Personal Trainer na cidade de Uberlândia, com passagens nas praias do Litoral Paulista onde implementou o Treinamento de Alta Performance nas areias da praias de lá.

DEIXE SEU COMENTÁRIO