Bronze no Rio 2016, Ruan de Souza sonha com ouro em Tóquio

Aos 24 anos e em sua primeira Paralimpíada, o nadador do Praia Clube Ruan de Souza não esconde no rosto a emoção de ter conseguido uma medalha na mais importante competição do esporte mundial. Ruan levou o bronze no revezamento 4×100 medley, que teve entre outros atletas a presença do mito das piscinas, Daniel Dias.  Outra marca importante foi a conquista dos 11º lugar nos 100m peito. Mas os planos do paratleta praiano não param por aqui e nada de descanso. Os treinos seguem visando ao Mundial de Natação de 2017 e, principalmente, melhorar as marcas visando uma medalha de ouro em Tóquio (2020).

“Ver aquele estádio lotado foi fantástico. Somente o fato de ir em uma Paralimpíada já é motivo de comemoração, mas conquistar uma medalha é uma sensação indescritível. Na prova do revezamento foi uma emoção fantástica, pois quase ninguém estava acreditado e nós conseguimos a medalha para o Brasil”, disse Ruan, que completou.

“Agora resta treinar mais ainda para melhorar as marcas e chegar em Tóquio com a possibilidade de conquistar uma medalha na prova em que fiquei em 11º (100m peito). Vou batalhar muito por isso”, afirmou.

Outros praianos

Além do medalhista de bronze, Ruan de Souza, o Praia Clube foi muito bem no Rio 2016 com mais três nomes. O técnico Alexandre Vieira esteve no Rio como técnico da Seleção Brasileira. Mariana Gesteira também foi destaque. Ela chegou na final em todas as provas que disputou, ficando em sexto lugar nos 100m livre e nos 100m costas, além do sétimo lugar nos 50m livre e no revezamento 4×100 livre. “Fiquei muito feliz com os meus resultados. Para minha primeira participação nos Jogos acho que foi muito bom”, disse.

Guilherme Silva, outro estreante em Paralimpíada, conseguiu o quinto lugar nos 100m peito e a décima colocação nos 50m livres. “Eu não estava almejando colocação e sim melhorar os meus tempos e consegui em duas das três provas que eu nadei. Ficar em quinto lugar do mundo achei fantástico pelo pouco tempo que eu tenho de natação. Agora é treinar forte para conseguir vaga para o mundial do ano que vem”, disse Guilherme.

Ruan de Souza, Mariana Gesteira, Alexandre Vieira e Guilherme Silva (Foto Eder Lucio)
Ruan de Souza, Mariana Gesteira, Alexandre Vieira e Guilherme Silva (Foto Eder Lucio)
COMPARTILHAR
Eder Lúcio
Eder Lucio é jornalista formado no Centro Universitário do Triângulo (Unitri) e tem especialização em Jornalismo Esportivo. Trabalhou por oito anos como repórter do Jornal Correio de Uberlândia, no qual participou de coberturas jornalisticas na região e por todo o Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO