Paratletas chegam em Uberlândia carregados de medalhas

Foi dia de festa para os campeões uberlandenses Rodrigo Parreira e Mauro Sousa, que fizeram bonito nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016. Os dois foram recepcionados para uma homenagem, que aconteceu na manhã de hoje,  na sala do Prefeito Gilmar Machado. Parreira trouxe na mala duas medalhas, sendo uma de bronze nos 100m rasos e outra, de prata, no salto em distância.

img_0019“Sinto-me ainda mais forte para futuras competições. Eu fui para o Rio de Janeiro com a intensão de fazer o meu melhor e consegui. Agora eu já penso em Tóquio (2020), onde quero estar preparado para conquistar uma medalha de ouro”, disse Rodrigo Parreira, que é atleta do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU). Ele treina no Sesi Gravatás e faz parte do Projeto “Time de Campeões”, encabeçado pelo seu próprio treinador, Leandro Ferreira.

“O Rodrigo fez um trabalho maravilhoso no Rio. É um exemplo de superação e de dedicação. Ele tem tudo para superar ainda mais as suas próprias marcas”, disse Ferreira.

Mauro Sousa

img_9953Aos 51 anos, Mauro Sousa superou as expectativas ao conseguir o quarto lugar no arremesso de peso. A medalha não veio por muito pouco, mas o atleta da Aparu não se abate e garante que está bem fisicamente e mentalmente para se preparar visando Tóquio em 2020. Feliz pelo reconhecimento da cidade, Mauro fez questão de agradecer à sua família. “Eles me apoiam em tudo. Não conseguiria se não fossem eles. Estou um “vovô” muito bem preparado e quero atingir muitas marcas importantes, até chegar em 2020″, afirmou.

COMPARTILHAR
Eder Lúcio
Eder Lucio é jornalista formado no Centro Universitário do Triângulo (Unitri) e tem especialização em Jornalismo Esportivo. Trabalhou por oito anos como repórter do Jornal Correio de Uberlândia, no qual participou de coberturas jornalisticas na região e por todo o Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO