Brasil faz dobradinha na ginástica com Diego Hypólito e Arthur Nory

Brasileiros vão ao pódio com prata e bronze e conquistam primeiras medalhas do país no solo
A equipe masculina de ginástica artística do Brasil fez história novamente nos Jogos Rio 2016. Depois de participarem pela primeira vez da final por equipes, os ginastas brasileiros chegaram ao inédito pódio na prova individual do solo e em dose dupla: Diego Hypólito ganhou a prata e Arthur Nory ficou com o bronze. O ouro foi para o britânico Max Whitlock. Hypólito, de 30 anos, e Arthur, de apenas 22, empolgaram o público presente na Arena Olímpica do Rio com suas apresentações. O veterano recebeu a nota 15.533, enquanto Nory obteve 15.433. Os dois ficaram atrás de Whitlock, que foi avaliado com 15.633, mas à frente do favorito da prova, o japonês Kohei Uchimura, que foi o quinto. São as primeiras medalhas da ginástica masculina no solo. Até o Rio 2016, o ouro de Arhur Zanetti, em Londres 2012, era a única medalha do país até o momento. A programação da ginástica artística prossegue neste domingo (14) com as finais do salto feminino, do cavalo com alças masculino e das barras assimétricas femininas.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO