Brasil tem como meta ficar entre os 10 primeiros

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) apresentou, na semana passada, sua meta que é a de ficar entre o top 10 no total de medalhas, ou seja, ouro, prata e bronze tendo o mesmo peso. Para isso, nos últimos quatro anos foram investidos US$ 600 milhões de dólares que representa R$ 1,327 bilhão de reais, o maior em sua história para o período.

Com quase 400 atletas garantidos, recorde do Brasil em Olimpíadas, o COB calculou que serão necessárias pelo menos 28 medalhas para alcançar a colocação entre os dez primeiros, quase o dobro do que foi conquistado nos Jogos Olímpicos de Londres (2012), onde o Brasil subiu 17 vezes ao pódio ficando em 15º na classificação pelo número de medalhas.

Seleção Brasileira Feminina busca o tricampeonato seguido na Olimpíada. CBV/Divulgação
Seleção Brasileira Feminina busca o tricampeonato seguido na Olimpíada.
CBV/Divulgação

O Brasil tem chances reais de medalhas: vôlei e vôlei de praia masculino e feminino, futebol masculino e feminino, handebol feminino, judô, salto com vara, boxe, ginástica artística, vela, basquete masculino e natação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO